quinta-feira, junho 16, 2011

Orientação sexual não é mais critério para doação de sangue


Rio - A orientação sexual deixou de ser um dos critérios para doação de sangue. A medida foi publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira. De acordo com a portaria a orientação do doador não deve ser critério "por não constituir risco em si própria".

“Com a portaria que publicamos hoje, ampliamos o número potencial de doadores e a nossa expectativa é realmente passar do que nós temos, de 3 milhões de doações por ano. Esta campanha reforça que a doação de sangue deve ser um hábito de solidariedade”, destacou o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

Os outros fatores, no entanto, ainda foram mantidos. Para doar sangue é preciso ter entre 18 e 67 anos e mais de 50kg. A primeira doação deve ser feita antes dos 60 anos. Homens podem doar até quatro vezes ao ano e mulheres três
 

Nenhum comentário: