terça-feira, março 29, 2011

NOTA DE SOLIDARIEDADE À PRETA GIL E REPÚDIO AO DEPUTADO FEDERAL JAIR BOLSONARO

A Rede Nacional de Negras e Negros Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (LGBT) presta solidariedade à cantora Preta Gil e ao conjunto de mulheres negras e artistas negros brasileiros, ofendidos pelo deputado Jair Bolsonaro em rede nacional de televisão. O histórico de ataques do deputados às questões de direitos humanos, desde os sobreviventes da ditadura aos LGBT, agora atinge novo ápice com sua desastrosa entrevista exibida nesta segunda-feira 28, ao programa “CQC”. Ao ser questionado sobre como reagiria se o seu filho namorasse uma mulher negra, a resposta foi a seguinte: “Não vou discutir promiscuidade com quer que seja. Eu não corro esse risco. Os meus filhos foram muito bem educados e não viveram em ambientes como lamentavelmente é o teu”.

Após a repercussão extremamente negativa, o deputado se defende afirmando que entendeu mal a pergunta, pensando que se referia aos “gays”, as invés de “negras”. Para o parlamentar, suas declarações racistas são graves, mas as homofóbicas, não.

Repudiamos as declarações racistas e homofóbicas do deputado Jair Bolsonaro, ao tempo em que somos solidarios a cantora Preta Gil, por ser mulher negra e simpatica as questões LGBT e evocamos as demais organizações do movimento negro e LGBT para uma ação mais radicalizada de enfrentamento a este e aos demais casos de machismo, sexismo, racismo, lesbofobia, homofobia, transfobia.
Nenhuma forma de discriminação deve ficar impune!

Rede Nacional de Negras e Negros LGBT

Nenhum comentário: